Como ser um bom líder em 5 passos e lista de habilidades para desenvolver

Ter liderança é uma habilidade que não cabe somente aos chefes, mas para qualquer cargo, apesar de ser ainda mais essencial entre chefes da empresa e aos gestores de equipes.

Para Warren Bennis, o braço direito de mais de quatro presidentes americanos, a liderança é ” a capacidade de transformar visão em realidade”.

Partindo dessa perspectiva, ser um bom líder significa não somente desempenhar um melhor trabalho, mas também, que tem autonomia sobre a sua vida e suas decisões, mesmo que seus sonhos sejam dos mais ambiciosos.

Sendo assim, qualquer um pode se tornar um líder, mas como fazer para ser um bom líder?

1 – Conhecimento de si mesmo, da equipe e do negócio

como ser um bom líder

Bom, o primeiro passo está no autoconhecimento. Afinal, um bom líder precisa conhecer suas forças, seus valores, suas fraquezas e defeitos. Em segundo lugar, precisa identificar todos esses aspectos na equipe e na empresa.

Mas porque? Basicamente, é que somente quando se tem a visão do todo consegue-se perceber quais peças precisa movimentar para conseguir atingir seus objetivos.

E esse processo não é nada fácil, porque somente a convivência diária pode não ser o suficiente para garantir todas as informações que um bom líder precisa ter na ponta da língua.

Ou seja… é preciso analisar o perfil de cada funcionário, fazer comparações com a concorrência em cada setor, acompanhar a produtividade de todos e manter-se sempre atualizado em relação às modificações do mercado para sempre conseguir agir com antecedência, de forma preventiva e consciente.

2 – Definir metas e objetivos

Embora os modelos tradicionais de organização já estejam sendo substituídos por mentalidades mais modernas, uma característica da velha estrutura empresarial é de que “manda quem pode, obedece quem tem juízo”.

Nesse ditado, o líder é a pessoa que deve mandar. Um bom líder, no entanto, não pode jamais pensar que isso é uma brecha para abusar do poder.

Na verdade, isso só quer dizer que o papel de liderança exige ainda mais responsabilidade porque, por mais que escute as opiniões dos demais, é ele que deve tomar as decisões com base em todo o apanhado de conhecimento com que teve contato.

As decisões de um bom líder devem ser sempre traduzidas em formas de metas e objetivos. As metas servem para estimular a equipe, fazendo com que os objetivos tornem-se mais próximos.

3 – Estimular e gerir a equipe

Para fazer com que as metas e, por consequência, os objetivos sejam conquistados é preciso saber distribuir as várias ações em uma rotina condizente e que respeite as melhores qualidades de cada integrante da equipe.

Ao longo desse processo, os líderes também precisarão delegar tarefas de forma responsável, sempre investimento em treinamento e orientação para que tudo saia dentro dos conformes. Mas, ao mesmo tempo, criando um ambiente estimulante para que cada participante consiga ajudar dando ideias e produzindo conhecimento sobre o trabalho que realizam.

Para que as tarefas estejam sempre em ordem, o bom líder precisará dar feedbecks e estar sempre atento ao índice de produtividade de cada um para agir ou interferir, se necessário.

Tudo isso só será conquistado com uma excelente comunicação. De modo que o líder competente nunca é aquele que passa uma figura quase imaginária perante à empresa, mas sim que está claramente envolvido em cada setor e em cada atividade.

Por último, mas não menos importante, uma boa gestão de equipe precisa produzir capital humano. Essa palavrinha diz respeito a necessidade de motivação, colaboração e de satisfazer às necessidades dos funcionários. Afinal, empregados mais felizes também são mais produtivos.

4 – Tomar decisões rápidas e assertivas

Quem assume o papel de um líder, inevitavelmente, será exposto à problemas pontuais que precisam de respostas rápidas e assertivas.

Para que isso aconteça, será preciso deixar a cabeça aberta para o amadurecimento das ideias e, também, para escutar o que outras pessoas (de confiança) tem a dizer sobre àquela situação.

5 – Administrar o tempo de forma eficaz

Uma pessoa incapaz de gerir o tempo de forma eficaz jamais torna-se um bom líder, afinal, uma das maiores dificuldades de gerenciamento de qualquer coisa é justamente encaixam todas as atividades num tempo que sempre parece ser menor do que o necessário.

Desse modo, quem assume uma postura de liderança precisa ir atrás de ferramentas e sistemas que ajudem na gestão do tempo para que as metas e objetivos tornem-se ainda mais fáceis de serem conquistados.

E lembre-se que isso não significa desenvolver neurose ou transformar uma carga horária de 8 horas de trabalho em 12, mas sim, conseguir utilizar o tempo disponível em momentos de extrema produtividade.

As 7 principais qualidades de um bom líder

O ditado já aconselha: “ou você diminui os seus sonhos ou aumenta as suas habilidades: a escolha é sua!”. Quer dizer, se você quer se tornar um bom líder precisa garantir um aprimoramento pessoal constante, de preferência, a cumprir com todas as qualidades próprias da liderança, que são:

  • Paciência;
  • Comunicação fácil e não violenta;
  • Honestidade e ética;
  • Empatia;
  • Capacidade analítica;
  • Estrategista;
  • Inovador.

Sempre é tempo para aprimorar suas capacidades e lembre-se que investir em liderança é, também, ter ainda mais autonomia para tomar decisões assertivas em qualquer papel desempenhado ao longo da sua vida.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply