Está com Dívidas Veja algumas dicas para negociá-las!

A realidade de muitos brasileiros é bem mais comum do que se imagina quando se diz a palavra “dívida”, pois além de não serem capazes de administrar o próprio dinheiro, não conseguem realizar seus sonhos pessoais.

Isso porque não há um consumo consciente de dinheiro. Para tanto, é fundamental que ocorra a elaboração de um planejamento eficiente de suas finanças.

Se você está com dívidas, que tal conhecer algumas dicas para negociá-las e finalmente colocar em ordem sua vida financeira.

Dívidas

Como quitar dívidas acumuladas?

Existem diversos motivos que fazem com que as pessoas se endividem. Aqui não há julgamentos: somente a intenção de auxiliar na resolução desse problema.

Sair das dívidas acumuladas exige atenção e cuidado, mas veja alguns passos de como seguir nessa tarefa:

Renegociar as dívidas

Entre em contato com as pessoas e/ou instituições financeiras com as quais você está com dívidas. Ao contatá-las, procure renegociar o valor atrasado, principalmente se você for pagar à vista – argumente com esse fator em mente, afinal a dívida seria paga de uma vez só, podendo mesmo ocorrer um desconto.

Obviamente, é essencial que você evite criar novas dívidas.

Pagar as dívidas com maiores juros em primeiro lugar

Dentro das dívidas acumuladas que você possui, analise os valores das mesmas e dê prioridade para pagar as dívidas que contam com os juros mais altos. São justamente essas dívidas que estão gastando o seu dinheiro mais rapidamente.

Converse com os credores para ver se há a possibilidade de reduzir o valor ou mesmo de retirar os juros da dívida.

Cortar gastos desnecessários

Entenda que o processo de negociação de dívidas pode exigir de você alguns sacríficos. Tenha em mente que essa fase é passageira – pense no quanto é importante quitar essas dívidas acumuladas!

Alternativas para ganhar dinheiro extra

Se o dinheiro que você tem não é suficiente para quitar todas as suas dívidas acumuladas, você pode começar a pensar em opções de dinheiro extra.

Enumere suas habilidades e atue no ramo – fotografia, artesanato ou mesmo cozinhar são atividades rentáveis!

Além dessas dicas, evite utilizar o cartão de crédito e crie uma meta para popular dinheiro!

Só assim você irá conseguir quitar suas dívidas acumuladas e aprender a lidar com suas finanças pessoais para atingir seus objetivos e sonhos.

Dívidas

Como pagar dívidas?

Com todas as recomendações acima, a negociação de dívidas pode ser alcançada. No entanto, agora é hora de analisar o pagamento dessas e sair da inadimplência!

Por exemplo, as dívidas com bancos devem ser acordadas o quanto antes com os credores por causa das movimentações econômicas.

Aceite uma proposta somente após avaliar muito bem o contrário, principalmente nas condições de pagamento. Seja realista sobre os seus cálculos e tenha uma ideia de quanto você seria capaz de propor como pagamento da dívida ao banco.

Verifique (e faça isso novamente) o contrato para evitar irregularidades e surpresas futuras.

Uma curiosidade e que pode ser vantajosa para você é que existe a possibilidade de você transferir a dívida para outra instituição financeira, em especial se ela oferece melhores condições de pagamento.

Isso pode estimular o banco atual a melhorar as condições. Caso contrário, considere levar a dívida para a outra instituição financeira!

Direito do consumidor de parcelamento de dívidas

Dívidas

Você sabia que o Código de Defesa do Consumidor prevê que quando um cliente, ao ser pego de surpresa por algum fato que irá o prejudicar no pagamento de sua dívida, tem o direito de propor o seu renegociamento?

Isso mesmo! Tal direito é assegurado na lei, ou seja, você pode pedir revisão do contrato, em situações em que não é possível o pagamento da dívida.

Além disso, o devedor tem total proteção contra exposição a constrangimentos em relação à sua pendência!

Mesmo com dívidas, você tem direitos que devem ser levados em consideração. Um deles é que você não tem qualquer risco de ir preso por contrair dívida – aliás, isso não é crime.

Entretanto, muitos credores podem acabar ameaçando para pressionar psicologicamente o devedor.

Outro direito como possuidor (a) de dívidas, você pode recusar a proposta do credor, se ela não estiver de acordo com o que você pode pagar. Apresente uma contraproposta com valores que estão dentro de sua realidade e orçamento.

Informe-se claramente sobre o processo de negociação de dívidas e procure manter um relacionamento amigável com o credor para que você quite seu débito sem muito estresse.


Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply