Loja de cosméticos – Como montar? Principais erros cometidos

Abrir uma loja de cosméticos é um dos grandes passos para qualquer revendedor de marcas, mas, para chegar lá, é preciso tomar vários cuidados para o que o sonho não se transforme em pesadelo.

Antes de tudo, pense se é a hora certa de abrir o seu próprio negócio. Muitas vezes, bons meses de vendas consecutivos podem alegrar  -e muito. No entanto, abrir uma loja trata-se de um buraco mais embaixo.

Por isso,  para ter certeza de que a ideia vai vingar é preciso ter uma série de certezas, começando por si mesmo: se considera preparado(a) para assumir essa responsabilidade?

loja de cosméticos

Como montar uma loja de cosméticos

Se acredita que a sua trajetória de empreendedorismo e vendas já lhe tornou amadurecido(a) suficiente então está na hora de conferir o passo a passo completo de como montar uma loja de cosméticos. Confira o tutorial que reúne dicas de especialistas e do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas):

1 – Planeje a loja

A sua loja venderá o que? Cosméticos e Perfumes? Roupas? O primeiro passo do planejamento da loja é saber exatamente que produtos você vai vender e para quem.

Portanto, se ainda não tem bem delimitado o seu público-alvo e área de atuação esse deve ser o seu primeiro passo.

Para te ajudar nessa função você pode contar com estratégias pré-definidas, como o modelo Canvas, mundialmente utilizado para abertura de startups e considerado, atualmente, o que melhor satisfaz as necessidades de pequenos negócios.

2 – Crie um nome atrativo

De acordo com os especialistas a regra para escolher um nome apelativo são:

  • Deve ser fácil de falar e escrever: acredite, você não vai gostar de ter que soletrar o nome da sua loja toda vez que alguém perguntar;
  • Deve soar familiar: nada de estrangeirismos difíceis;
  • Deve fazer associação com o nicho de mercado em que atua: de preferência carregue algum significado por trás, isso facilitará a associação da marca com um valor;
  • Deve ser curto: coca-cola: qualy, samsung, fiat – grandes marcas usam essa técnica. Isso facilita a associação do cliente.
  • Não pode ter duplo sentido: há um restaurante em Curitiba, por exemplo, que o nome é “quanto basta” escrito em letra cursiva. Não há quem olhe de relance que não leia “quero bosta”. Não deu outra… virou motivo de chacota.

Depois de escolher o seu nome, antes de bater o martelo, procure se ele pode ser registrado legalmente. Afinal, se já houver outra marca com o mesmo nome trate de pensar em outra possibilidade, pois melhor mudar no início, que depois, quando está com a empresa consolidada.

Para consultar basta acessar o site: https://marcanet.impi.gob.mx:8181/marcanet/

Também recomendamos que confira o post completo sobre como definir e registrar uma marca. 

3 – Encontre um ponto de venda

O ponto de venda faz toda a diferença, por isso, é preciso fazer um bom estudo para definir qual é o melhor lugar para abrir a loja. Dependendo do caso, vale mais a pena investir num aluguel mais caro que multiplique seus lucros, do que apostar num local que não passa ninguém.

As regras gerais para definição de um local são:

  • A estrutura precisa ser legal;
  • Não deve ser numa via rápida;
  • Deve estar localizado num lugar com bastante movimentação de pessoas, preferencialmente a pé;
  • Cuidado com avenidas rápidas;
  • A loja deve estar localizada num raio de 5 km dos principais concorrentes.

4 – Crie seus canais de venda

A divulgação é muito importante para fazer com que a sua loja se torne conhecida. Trate de promover eventos, descontos e lembre-se de convidar seus clientes antigos para conhecer o seu novo estabelecimento.

A forma com que você se comunica com os clientes podem transformar o seu negócio. Por isso, pense em todos os canais que irá apostar e como irá utilizá-los ao seu favor.

5 – Exigências legais

Não tem como abrir uma loja sem ter um CNPJ. Atualmente, a forma mais prática de fazer isso é com a abertura de um MEI, pois ele dá a chance de manter o negócio dentro da legalidade, dá possibilidade de emitir nota fiscal e só cobra o valor da contribuição para aposentadoria.

Já mostramos aqui um passo a passo de como abrir o MEI.

7 –  Crie  uma estratégia de venda

Desenvolver metas e saber o quanto precisa vender em cada mês para superar os investimentos. A estratégia de venda é aquilo que deve te guiar em todos os passos, portanto, deve estar pronta ainda antes da abertura da loja.

Principais erros 

As revendedoras que já abriram uma loja deram dicas do que não fazer.

como abrir loja de cosméticos

1 – Ponto comercial errado

O ponto comercial errado é o mais criticado pelas revendedoras. Por isso, vale a pena sempre averiguar muitas vezes antes de fechar qualquer acordo.

2 – Logos não chamativas

Logotipos não chamativas passam despercebidas pelos clientes, o que diminui o movimento e, é claro, as vendas!

3 – Não variar as marcas

Independente da marca que revende atualmente, para abrir uma loja é preciso ter variedade de marcas e produtos (a não ser que queira abrir uma franquia). Essas questões devem ser levadas em consideração nos pedidos iniciais e no momento de criação da estratégia de vendas.

4 – Não fazer a divulgação

É comum que os diretórios comerciais de rádios, televisões, revistas e afins entrem em contato oferecendo espaços publicitários para ajudar na divulgação do seu negócio. Não vale a pena investir em tudo, por isso, saiba dizer não e tenha em mente exatamente onde e como irá atingir os seus clientes com a sua proposta.

Não ignore as estratégias padrões, como a panfletagem e as mídias sociais.


Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply