Pagar primeiro e vender depois – O que é melhor? Dicas de Revendedor

A maior parte das marcas de revenda dão a possibilidade de comprar à vista ou à prazo, o que pode gerar várias dúvidas. Afinal, o que é melhor? Bom… Na verdade, tudo dependerá da situação econômica e estratégia do trabalhador. Com uma série de critérios, fica mais fácil analisar quando é melhor comprar primeiro, para depois vender ou vender primeiro, para pagar depois.

comprar antes vender depois

Quando pagar primeiro para depois vender

As situações abaixo resumem as hipóteses em que é melhor pagar primeiro,para depois vender. Neste caso, foram analisados as situações em que a vulnerabilidade financeira é maior, devendo proteger-se contra possíveis endividamentos.

1 – Se está começando

Quem está começando no mundo da revenda está mais despreparado, ainda não sabe ao certo que estratégias de vendas utilizar e ainda tem muitas inseguranças. Estima-se que o certo, para qualquer tipo de revenda, é calcular investimentos para, ao menos, três meses. Ou seja, deve-se garantir-se financeiramente sem vender NADA por este período, justamente porque nesse período o risco de endividamento é maior.

Também é recomendado que revendedores tenham um potencial de investimento (mesmo que pequeno) para fazer as primeiras vendas. Ou seja, a compra do kit inicial e os primeiros pedidos devem ser feitos, preferencialmente, com compras à vista. Parcelamentos devem ser mínimos, no máximo 3 vezes no cartão de crédito.

2 – Se não tem boa cartela de clientes

Quem ainda não tem uma boa cartela de clientes e sofre muito para vender os produtos adquiridos prova que uma compra a prazo tem trará grandes chances de um artigo encalhar. Isso será o suficiente para um endividamento, afinal, sem vendê-lo, não será possível quitar a parcela da dívida no fim do mês.

Neste caso, a melhor coisa a fazer é comprar à vista. Assim, tudo aquilo que conseguirá vender será lucro na certa.

3 – Se está com medo de endividamento e/ou punições

Se ainda está insegura com as vendas ou tem medo de endividar-se, é melhor evitar uma compra à prazo, deixando-a somente para as situações em que tem certeza do que irá fazer para vender aquilo que comprou.

Quando vender primeiro e pagar depois

As situações abaixo resumem as situações em que a revendedora está mais preparada para a compra à prazo, tendo menores chances de endividamento.

1 – Se já tem uma boa cartela de clientes

Se você tem uma boa cartela de clientes significa que terá mais chances de vender tudo aquilo que comprou à tempo de conseguir pagar as dívidas em dia.

2 – Se já tem uma estratégia para vender os produtos adquiridos

Caso não tenha uma grande cartela de clientes e nem um fundo de investimentos para te ajudar a pagar eventuais dívidas, pode pagar os produtos depois de adquiri-los com uma boa estratégia de vendas. Pense no passo a passo do que fará para vender cada um daqueles artigos e, assim que chegarem em sua casa, coloque o plano em prática. Lembre-se que ter um plano B é importante nestes casos!

3 – Se há um dinheiro reserva para eventualidades

Dinheiro na poupança, fundos de investimento e qualquer dinheiro que possa ser usado como um caixa reserva já é o suficiente para garantir formas de pagar a dívida, caso não consiga vender as peças.

5 – Se tem estoque para se garantir

Se não conseguir vender os produtos adquiridos na compra à prazo, mas tem estoque que te possibilite outras vendas para segurar as pontas, possibilitando que dívida seja paga em dia.

4 – Se quiser movimentar o seu CPF e aumentar o seu score para futuras compras à crédito

A maior parte das revendedoras cadastram-se nas marcas usando o CPF e não CNPJ. Compras parceladas ajudam a aumentar o score do CPF, ou seja, ajudará a aumentar o valor disponível para crédito bancário ou mais facilidades em financiamentos.

Comprar a prazo pode ser perigoso porque as dívidas costumam virar uma bola de neve. Se o revendedor não tem um bom controle financeiro, um mês de atraso ou um produto encalhado pode ser o suficiente para que o mês feche em déficit, e então, não conseguirá pagar aquela dívida que, a partir de então, só começará a aumentar mais e mais com os juros mensais.

Em suma, deve-se fazer compras à prazo somente quando há segurança financeira para tal ou uma estratégia de vendas prévia para assegurar que os produtos adquiridos sejam revendidos até o dia da cobrança. Isso pode ser feito com a criação de produtos, aumento da cartela de clientes, aumento da margem de lucros, entre várias outras ideias que você pode conferir melhor no post sobre COMO VENDER MAIS E MELHOR.


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply